Camelos

``Eu quero me apossar do é da coisa`` Clarice L.

Friday, May 26, 2006

Minha boa moça.

.




.
Eram olhos intensos e inteligentes, tinha medo deles. Sabia a força que emanariam sobre ela, o risco que correria a qualquer momento se caso sucumbisse. Não era a imensa ousadia que lhes permitiam encará-la tão insistentemente, nem a paixão, nem a juventude neles presente que a fazia retê-los e temê-los tanto. Na verdade o perigo não eram eles em si e sim o que poderiam lhe causar. Qual sentimento proibido despertariam e qual o risco de deparar-se, de repente, consigo mesma? Não queria. Estava bem assim, para que isso agora? Para que desconstruir uma vida já feita e se submeter as inconseqüências do caminho?

Desviou o pensamento e seguiu firme, quase determinada, se quer permitiu-se olhar para trás.


Do outro lado, dois olhos agora murchos. Era uma dor estranha, uma nova sensação. Em toda a sua vida nunca se deparara com algo semelhante, não conseguia compreender a cadência humana. Saiu correndo receando não chorar e se entregou inevitável mais uma vez à multidão.

6 Comments:

  • At 26 May, 2006, Anonymous Karla said…

    Juba adorei !!! Consigo visualizar cada momento dessa cena... beijos !!!

     
  • At 26 May, 2006, Blogger peixe said…

    é claro, afinal, quem é que foi que afagou os olhos molhados?

    beijos carinhosos!

     
  • At 26 May, 2006, Anonymous Jo said…

    Eu ainda não entendo como é que você consegue!

     
  • At 26 May, 2006, Anonymous Karla said…

    E afagarei quantas vezes for preciso... nossa menina, como torço por você... e fico muito feliz de poder estar ao seu lado quando você precisa.. conte sempre comigo minha querida amiga... mais beijos para você ....

     
  • At 26 May, 2006, Blogger peixe said…

    olha como eu tenho sorte na vidaaaaaaaaaaaaaaa :)

     
  • At 26 May, 2006, Anonymous Jo said…

    Eu tenho essa foto lalalalalalala!

     

Post a Comment

<< Home