Camelos

``Eu quero me apossar do é da coisa`` Clarice L.

Thursday, May 26, 2005

Descabido

(enquanto os outros amassos de guardanapo não me vem)

É preciso inocência gracinha
pressa irônia barata
de sorrir pra quem lhe come o rabo
e escracha, grita
por um pouco mais de compaixão

Transcedo,
entre o pó e a traça
e se apinha a humanidade
porque a fome meu bem,
me inspira!

Meu corpo arde de febre e cachaça
Desgarrado
Apetitado pelo ventre
Experimenta tudo com gosto de vômito

2 Comments:

  • At 26 May, 2005, Blogger Flávio said…

    Já mudou de vodka pra cachaça, boa! Quando conhecer as de Minas vai ver só!

    Beijos

     
  • At 30 May, 2005, Blogger Chico Muleka said…

    oi...
    não acho que as pessoas devam saber fazer cocô, ou que deve haver algum motivo para tal...´até admiro quem o faz por prazer... deve ser uma atividade legal...
    mas é algo que não me agrada... detesto a obrigação de comer... e a de fazer cocô... não é uma questão de querer... tem dias em que odeio ter que respirar... sobretudo quando me afogo...
    como às vezes odeio pensar...
    sobretudo quando os pensamentos me massacram...
    mas, apesar de vc ser do partido prócocô, e eu do contra-cocô, temos um ponto em comum...
    também gosto de cachaça, e muito... e mais... como o "flavio" disse acima, eu amo cachaça de minas...
    deixemos o cocô de lado, no vaso descançar.
    falemos dos dias!

     

Post a Comment

<< Home